terça-feira, 28 de maio de 2013

Cocada de leite condensado

Toda terça feira é dia de receitas inspiradas na gastronomia da cultura de matriz africana, elaboradas e adaptadas pela nossa colaboradora Isabela Bastos. Com vocês, a cocada!


Cocada de leite condensado




Ingredientes

  • 01 lata de leite condensado
  • 02 vezes a mesma medida de açúcar
  • 150 gramas de coco ralado de pacote

Modo de preparo

Levar ao fogo , mexendo até dissolver o açúcar e ficar bem misturado. Colocar a massa na pia untada com margarina , ir esticando a cocada com as mãos untadas com margarina , não deixar muito fino. Passar um garfo por cima muito lisa .



COCADA BRANCA
Ingredientes: 
 
4 xícaras de açúcar
1 xícara de água
3 1/2 xícaras de coco fresco ralado fino
5 cravos-da-Índia
1 pedaço de canela em pau.
Modo de preparo: Em uma panela coloque açúcar, água, leve ao fogo alto e, mexendo com uma colher de pau, deixe o açúcar dissolver completamente e a calda começar a ferver, pare de mexer, reduza o fogo e deixe a calda atingir o ponto de bala mole.
Tire a panela do fogo, junte coco, cravos, canela, misture bem, leve a panela novamente ao fogo e, sem parar de mexer, deixe a calda retornar ao ponto de bala mole.
Tire a cocada do fogo, deixe esfriar sem mexer para não açúcar, coloque em uma compoteira e leve à mesa.
 
Rendimento: 6 porções.


COCADA PRETA
Ingredientes:
 
4 xícaras de açúcar
2 1/2 xícaras de água
3 1/2 xícaras de coco fresco ralado fino.

Modo de preparo:
Coloque açúcar em uma panela, leve ao fogo brando e, mexendo sempre com uma colher de pau, deixe formar uma calda cor de caramelo.
Junte água, continue mexendo até começar a ferver, pare de mexer e mantenha a panela no fogo até a calda atingir o ponto de bala mole (veja receita de Cocada Branca no site).
Tire do fogo, acrescente coco ralado, misture bem com uma colher de pau, leve novamente ao fogo e mexa com cuidado para reaquecer.
Tire do fogo, deixe esfriar sem mexer para não açucarar, coloque em uma compoteira e leve à mesa.

 
Rendimento: 8 porções


Isabela Bastos é arte-educadora e gastrônoma.


terça-feira, 21 de maio de 2013

Bobó de Camarão

Dia de terça feira é dia de receitas inspiradas na gastronomia da cultura de matriz africana, elaboradas e adaptadas pela nossa colaboradora Isabela Bastos. A delícia de hoje é o famoso Bobó de Camarão.






Bobó de camarão

1 kg de macaxeira
800g de camarão limpo
1 cebola grande picada
2 tomates médios picados
3 dentes de alho picado
1 pimentão médio
Azeite doce
Azeite de dendê (opcional)
Sal a gosto
Leite de coco (opcional)
Leite de vaca (opcional)

Modo de preparo:
Cozinhar a macaxeira e fazer um purê, para bater a macaxeira, usa-se a água na qual foi fervida e pode-se misturar o leite de vaca, e o de coco caso queiram dar mais sabor e cremosidade ao purê. Refogar o alho, a cebola, o pimentão e o tomate, no azeite doce, caso gostem acrescentem um fio do azeite de dendê. Passar este refogado com a macaxeira ao fazer o purê. Os camarões devem ser refogados com um pouco de alho e sal a gosto. Após pronto o purê, ferve-lo e acrescentar os camarões. 
Servir puro, ou com Arroz branco.

Isabela Bastos é arte-educadora e gastrônoma.

sábado, 18 de maio de 2013

PROGRAMAÇÃO DIA DA ÁFRICA





DIA: 24.05.2013

TEMA: Um Olhar Heterogêneo da África na Perspectiva dos Estudantes Africanos
LOCAL: Auditório de Centro de Educação
HORA: 9h00: ABERTURA SOLENE

10h30: DEBATE: África, um continente de projeções: o que fazer para sair dessa posição?
Os Expositores serão os Estudantes:
Lassana Danfá (Psicologia UFPE)
Filomeno Barbosa (Serviço Social UFRN)
Olivio Mila (Direito UFPE)
Olga Nbuyamba (Direito UFPE)
Roclaudelo N’dafa (Letras UFPE)
Debatedor: Ismael Tcham (doutorando em Antropologia)

14h00 PALESTRA: Antigas e Novas Vias Nas Relações Brasil-África: entre a sujeição, cooperação e Identificação.
Professor Dr. Remo Mutzenberg (CFCH)
Professora Drª Eliane Veras (CFCH)
Debatedor: Verônica Manuel (graduando em Rádio e TV)

17h00: Encerramento e atividade cultural
Desfile com roupas africanas
Apresentação dos músicos da Banda Somos de lá.


Promoção e Apoio:







http://seminarioclassicas.files.wordpress.com/2010/03/proext.jpg


http://2.bp.blogspot.com/--XQkYg6qa3M/T3nnNoeIFnI/AAAAAAAAABA/rwB9bxadwbg/s1600/sugest%25C3%25A3o2_horizontal%2B%2528Medium%2529.jpg



http://seminarioclassicas.files.wordpress.com/2010/03/proext.jpg


segunda-feira, 13 de maio de 2013

125 anos de abolição na escravatura no Brasil - Pouco ou nada a comemorar, muito a refletir... vamos agir!


"Enquanto os Leões não tiverem seus próprios historiadores, as histórias de caça sempre glorificarão o caçador". - Provérbio Africano.
Hoje, dia 13 de maio de 2013, completamos 125 anos de abolição da escravatura no Brasil! Pouco ou nada a comemorar, muito a refletir, vamos agir!
As histórias dos negros no Brasil ainda são desconhecidas. E as histórias dos negros, contadas pelos próprios negros, com o ponto de vista dos negros são mais desconhecidas ainda, podemos dizer sem nenhum drama, são invisíveis, inaudíveis. Os poucos relatos que temos conhecimento são elaboradas em sua maioria a partir dos arquivos policiais ou das notas de jornal de mais de um século atrás colocadas pelos "senhores" descrevendo características físicas e até traços de personalidade, no intuito de recuperar seus escravos que haviam fugido "sem motivo aparente" (como se ser escravo não fosse motivo suficiente!). Temos raros registros tendo o negro como protagonista. É verdade que nossa principal forma de transmissão dos saberes foi, é e sempre será oral, olho no olho, através do diálogo, mas nos dias de hoje acredito com veemência na possibilidade de adaptação de histórias orais para a forma escrita sem a perda da essência, porque somos nós que estamos escrevendo nossa própria história. A partir do nosso olhar, do nosso compreender, com a nossa cor, com a nossa voz! E essa voz tem que ecoar e repercurtir, cada vez mais forte, mais alto e dar a volta ao mundo, mundo que também é nosso e talvez assim possamos por um fim em uma das piores formas de escravidão, a escravidão mental.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Pé de Moleque

Receita de Pé de Moleque, pela nossa colaboradora Isabela Bastos, confiram!
 
Pé de Moleque




1 kg de açúcar
500g de amendoim
derreter o açucar ate ponto de bala, misturar os amendoins, derramar sobre placa de marmore, deixar esfriar um pouco e cortar em retangulos.